13 de Agosto de 2015

Temos orgulho no nosso estúdio, o nosso cantinho do universo onde fazemos a magia acontecer. Mas frequentemente há trabalho que exige empacotar as ferramentas e pôr a mochila às costas.

Aconteceu recentemente com filmagens para a Mota-Engil que nos levaram a Angola. Foram quatro dias de filmagens de obras ambiciosas - tanto no que toca a arranha-céus em Luanda como infraestruturas de larga escala no interior - que exigiram muita coordenação e trabalho em marcha constante.

Para estas filmagens-relâmpago contamos com suporte aéreo de peso. O nosso drone permitiu-nos filmar a baía de Luanda como só os pássaros a vêem, mas também descidas até 400 metros de profundidade .

O resultado de uma intensa expedição a África aqui.